Conheça a magnífica história da Caloi

Loja da caloi em 1948, aos 40 anos de existência da marca

Loja da Caloi em 1948, aos 40 anos de existência da marca

Embarque na história da marca que virou sinônimo da bicicleta no Brasil. A marca que foi fundada no final do século XIX e atravessou décadas tornando o sonho de muitas gerações realidade.

O Começo

Em 1898, Luigi Caloi, um italiano cujo sonho era fazer a melhor bicicleta utilizando a tecnologia mais avançada que alguém pudesse imaginar na época, desembarcou no Brasil vindo da Itália juntamente com seu cunhado Agenor Poletti, um mecânico muito hábil. Abriram a Casa Poletti & Caloi, um estabelecimento que alugava, consertava e reformava bicicletas de corrida do Clube Atlético Paulistano em São Paulo. Quatro anos depois, Luigi se tornou representante exclusivo da fábrica italiana de bicicletas Bianchi no país. Em 1924, ele faleceu e a nova sociedade, agora chamada Casa Irmãos Caloi, formada por seus filhos, Henrique, Guido e José Pedro, durou pouco. Guido ficou sozinho com a empresa, que passou a ser conhecida como Casa Luiz Caloi.Em 1942, as dificuldades de importação em virtude da Segunda Guerra Mundial o obrigaram a produzir peças de reposição em um barracão no bairro do Brooklin. Anos mais tarde, em 1948, mesmo com a regularização das importações, a empresa agora chamada Indústria e Comércio de Bicicletas Caloi, manteve sua fabricação, passando a produzir suas próprias bicicletas no Brasil com a inauguração da primeira fábrica de bicicletas do país

Primeira fábrica da Caloi no bairro do Brooklin

Primeira fábrica da Caloi no bairro do Brooklin

O primeiro lançamento

Em 1953 ocorreu o lançamento da bicicleta Fiorentina, que tinha aro 26″ (novidade para a época), freio de vara, bagageiro e vinha com uma bolsa de couro, para ferramentas presa no selim. Em 1955 foi o ano em que o Sr. Guido Caloi faleceu, dando lugar à 3ª geração da família na direção da empresa, comandada pelo Sr. Bruno Antônio Caloi
Fiorentina, o primeiro lançamento da Caloi

Fiorentina, o primeiro lançamento da Caloi

No final da década de 60 a Caloi lançou a Berlineta dobrável que se tornou um grande sucesso entra os jovens na década de 70.
Propaganda de lançamento da Berlineta dobrável

Propaganda de lançamento da Berlineta dobrável

Consolidação da marca

Nos anos 70 a Caloi se consolidou e expandiu sua marca no Brasil. Um grande salto da Caloi foi o lançamento da inesquecível Caloi 10 com quadro baseado na Bianchi San Remo e 10 marchas. Era a primeira que se lançava uma bicicleta esportiva no Brasil.

Caloi 10

Caloi 10

Outro grande lançamento foi a Barraforte que se tornou sinônimo de resistência. Uma bicicleta robusta com quadro em aço carbono, desenvolvida para levar o ciclista com segurança e conforto, que se tornou referência histórica no segmento de transporte no país.

Caloi Barraforte

Caloi Barraforte

Fábrica em Manaus  

Em1975, em franca expansão, a Caloi inaugurou mais uma fábrica no país. Localizada em Manaus, a nova unidade industrial destinava-se à produção de bicicletas de alto valor agregado. No final desta década foi à vez da Caloi Ceci, primeira bicicleta feminina do mercado brasileiro. A cestinha na dianteira sempre foi a marca registrada deste modelo. O comercial de televisão desta bicicleta trazia a atriz Bruna Lombardi como garota propaganda

Bicicleta Ceci

Bicicleta Ceci

A chegada da Cross

No início da década de 80, o lançamento da Caloi Cross Extralight marcou a chegada do BMX ao Brasil. As rodas eram no tamanho 20″ com pneus biscoito. As partes de alumínio da Caloi Cross eram coloridas (fato inédito na época). Essa bicicleta marcou uma geração de milhões de meninos brasileiros. Nessa época 9 em cada 10 “moleques” sonhavam com essa bicicleta. Eu não sei como não fiquei doente por não ter tido uma bike dessa na época. Foi a maior febre causada por um modelo de bicicleta que eu pude presenciar até hoje!
Caloi Cross Extra Light

Caloi Cross Extra Light, sonho de consumo

Mountain Bike

Com a chegada dos anos 90 surge uma nova modalidade de bicicletas, as mountain bikes. A Caloi praticamente introduziu no país esse tipo de bicicleta. Primeiro com uma bicicleta de aço carbono e 15 marchas e depois com um de seus maiores sucessos, a Caloi Aluminum, um modelo de ponta e de alta tecnologia para o mercado brasileiro da época: quadro de aluminio produzido pela Alcoa, com garfos também de aluminio fornecido pela francesa Vitus e o “inédito” câmbio de 21 velocidades. 

Caloi Aluminum, essa bicicleta foi a responsável por introduzir muitas pessoas no esporte

Caloi Aluminum, essa bicicleta foi a responsável por introduzir muitas pessoas no mountain bike

 

Conquista do mercado externo

 Inovações no design e na funcionalidade das bikes continuaram a conquistar cada vez mais clientes, inclusive nos Estados Unidos, onde a Caloi inaugurou uma subsidiária em 1990, localizada em Jacksonville, no estado da Flórida. Outro importante fato para sua expansão internacional nesta época foi o patrocínio ao heptacampeão do Tour de France, o americano Lance Amstrong, na equipe Motorola/Caloi.
Lance Armstrong e sua Caloi

Lance Armstrong e sua Caloi

Tempos difíceis

Até a abertura do mercado brasileiro, em 1992, a Caloi tinha como única concorrente a Monark. 

Depois da abertura, o mercado de bicicletas ficou muito mais competitivo e a Caloi passou a enfrentar grandes problemas. A empresa foi dirigida pela família Caloi até o ano de 1999, quando esta vendeu a maioria acionária para Edson Vaz Musa, respeitado administrador de empresas e ex-presidente da Rhodia no Brasil.

A partir de então, a Caloi partiu para um novo desafio: ser sinônimo de bicicletas e também de fitness, agregando saúde, esporte e lazer à marca. Em 2006, a Caloi inaugurou uma moderna fábrica em Atibaia, desativando a antiga unidade da Avenida Guido Caloi.Em 2008 a Caloi comemorou 110 anos comercializando mais de 700 mil bicicletas e 100 mil unidades de aparelhos para home fitness, e lançando um novo posicionamento da marca com o slogan “Caloi. Movimentando a Vida”.
Venda para gigante canadense
Em agosto do ano passado 70% das ações da Caloi foram vendidas para a canadense Dorel, que é proprietária de marcas como Cannondale e GT . Eduardo Musa, é o CEO da empresa no Brasil.
Calo Elite Team, lançamento 2014

Caloi Elite Team, lançamento 2014

A Caloi tem modernizado sua linha para acompanhar as tendências internacionais e continuar liderando o mercado com produtos do mais alto nível. E também apoiando nossos atletas.

Time Caloi de Mountain Bike

Time Caloi de Mountain Bike

E você já teve ou tem uma Caloi? Tem alguma história relacionada a marca para contar? Então compartilhe conosco, participe do nosso blog, sua participação é muito bem vinda! Boas pedaladas e até a próxima!

recomendar

 

botão Tweet

 

 

 

 

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em História, Produtos e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

29 respostas para Conheça a magnífica história da Caloi

  1. cfbastarz disse:

    Muito bom post! Já tive uma Caloi cross extralight quando garoto, mas apenas o quadro. O resto das peças eram misturadas. Tive também uma Caloi aluminum pro suspension (roxa) cujo quadro (amassado) guardo até hoje! Interessante notar que, nos Estados Unidos, a Caloi aluminum foi vendida com o nome “sigma”. Esta bicicleta, acredito eu, foi uma das mais interessantes bicicletas nacionais, e certamente a de melhor qualidade durante todo os anos 90! Me lembro também de guardar uma revista da Superinteressante com uma propaganda da Caloi aluminum com esta mesma foto que você postou. No final, consegui comprar uma usada. Não durou muito tempo, mas fez a minha alegria!

    • Alex Mancha disse:

      Muito legal seu comentário! Eu acho que a Sigma é uma que vinha toda com Shimano STX não é? Mas eu acho que as Caloi Cross marcaram demais, erm um sonho de consumo! Grande abraço e obrigado pela participação!!

  2. Alex Coimbra disse:

    Fala Alex !!! Tenho minha caloi OSAKA até hoje, inclusive você fez uma revisão a pouco tempo. Abração, Alex Coimbra.

  3. Letâncio Bragato disse:

    Boa tarde Alex!
    Também sou admirador das caloi. A primeira que comprei zero km foi uma CALOI CRACK 18 marchas em 23-01-1991, depois a vendi por problemas de saúde mas, a nota fiscal está guardada. Hoje tenho uma pequena coleção delas são 5 unidades todas quase totalmente originais.
    ABRAÇOS

    • Alex Mancha disse:

      Que legal hein Bragato. Acho muito que pra nós brasileiros a Caloi é uma marca que faz parte da nossa vida.E a saúde, como vai?
      Espero que esteja ótima. Obrigado pela sua participação. Abraço!

  4. Eduardo Saraiva disse:

    Boa tarde amigo , eu comprei um lote de quatro bicicletas , e dua sei que são Caloi , sendo que uma delas ganhou o ” Campeonato paulista de 1962 ” era de um amigo nosso que faleceu e os filhos não sabem informar correto o nome do ciclista que ganhou , a bicicleta é toda montada com peças Campanholo ( grupo como se diz hoje em dia ) se souberem de mais informações , me ajudem por gentileza , ela ainda tem pintura original , então , fotos tambem irião me ajudar , obrigado e uma boa tarde .

    • Alex Mancha disse:

      Bom dia Eduardo! Essa bicicleta tem história hein?! Vc tem fotos dela? Vc poderia enviar as fotos para a Caloi, com certeza se for da Caloi, eles vão te dar todas as informações. Abraço e obrigado pela participação!

  5. aldino araujo costa filho disse:

    Nos anos 70 eu tive uma Caloi 10 Sportissima que foi furtada da loja onde eu fazia manutenção. Depois, nos anos 80 eu comprei a primeira MTB que a Caloi lançou. Aquela com a pintura crack (quadro de aço) e um ano depois eu comprei uma Caloi Aluminun que tenho até o dia de hoje. Comprei tb uma Caloi 10 edição de aniversário (já vendi – me decepcionei com essa bike) e hoje tenho uma Elite 30 a qual estou bem satisfeito. Parabéns pela bela história Caloi.

    • Alex Mancha disse:

      Obrigado Aldino! Para o nós brasileiros a história da Caloi tem uma importância muito grande, fico feliz que você tenha curtido.
      Realmente a reedição da Caloi 10 ficou muito abaixo do que esse modelo merece, é uma pena! A Elite 30 é uma bike muito boa!
      Abração e boas pedaladas!

  6. Olá amigo, muito bom seu registro, eu tenho aqui uma Caloi Fiorentina feminina que acredito eu, seja muito mais antiga que a ceci, (mas não sei qual é o ano exato de fabricação), portanto a informação correta, é que a Fiorentina foi a primeira Caloi feminina, correto? mesmo não tendo um nome específico, diferenciando-a da masculina. Forte Abraço.

    • Alex Mancha disse:

      Fala aí Ismael, tudo certo? Obrigado, fico feliz que vc tenha curtido esse post. Eu acredito que a Fiorentina seja mais velha que a Ceci sim, portanto você tem uma raridade!Grande abraço e continue nos acompanhando que vem mais histórias por aí! Boas pedaladas e até a próxima!

  7. Juliano disse:

    Bom Dia Alex Parabéns pelo site me tira uma duvida tenho uma Caloi Ceci Bella Aro 26 mais não sei qual seria o ano dela saberia me informar ?

    Fico no aguardo

    Abraço

  8. Paulino disse:

    Tenho 2 Caloi Aluminum:1 Elite e 1 Pró Suspension, já tive 4 da mesma marca, gosto e aprovo, Componentes Shimano Alívio tudo em Alumínio…estou vendendo para comprar outra;
    Tenho uma Phillips ano 1950 Aro 28 Inteira Original Toda Revisada Pronta para Rodar sem detalhes para vender somente para colecionadores ou conhecedores da marca.
    Parabéns e obrigado pelas informações.
    Att
    Paulino

  9. f55r33 disse:

    ola! Alex sou Rogerio de Ribeirão Pires e gostaria de saber qual foi o primeiro ano da ceci 3 marchas, pois tenho uma com banco de molas 2 cores, mas não sei o ano,ficarei grato pela informação.
    Obrigado!!

  10. Fernando Esteves disse:

    Muto bom esse texto, que me fez lembrar de um tempo bem bacana, em que andávamos de bicicleta pelas ruas, e conhecer melhor a história de uma das maiores empresas brasileiras. Ainda tenho uma Caloi 10 original, idêntica inclusive na cor, com a da foto.

  11. Fernanda Cristina A de Camargo disse:

    Olá, eu nunca tive uma bicicleta …era louca por uma Ceci , andava numa Berlineta do meu irmão que era instrumento do trabalho dele, mas meu marido tem uma Caloi Aluminiun muito linda que comprou em 1994, ele a usou muito e hoje ela ainda esta em um bom estado, eu a uso para minhas pedaladas. Está com 21 marchas, pois ele a modificou para competição. Nas pedaladas com a turma, não fico muito atrás do pessoal não srrsrs mas hoje em dia os recursos ajudam muito em algumas situações!! Abs e vida que se segue !!

    • Alex Mancha disse:

      Boa tarde Fernanda! Que legal sua história! Obrigado por sua participação! Olha você precisa e merece ter sua própria bicicleta, principalmente por hoje existirem opções de bike exclusivas para mulher, o que faz muita diferença! Invista nessa idéia! Tudo de bom pra vc e ótimas pedaladas!

  12. Vinicius Eduardo werner disse:

    A história da caloi e fantastica, bicicletas muito boas, tenho uma mountain bike e uma caloi 10, que proporcionaram momentos divertidos, e alguns tombos tambem, ocorridos comigo meu primo e meu irmão, mas sem nada de grave.

  13. Paulo Barreto disse:

    Tenho uma Caloi Fiorentina 1963, mas com peças de Caloi 10… a original era aro 28″ e não 26″, e a Caloi 10 aro 27″…

  14. Muito interessante esse post que mostrou toda a trajetória da Caloi e a evolução da tecnologia na fabricação de bicicletas tenho uma caloi 10 antiga que foi do meu tio avô,do meu tio e agora minha que por sinal é uma bike muito boa e interessante que só que já teve uma sabe!!!

  15. otavio de souza disse:

    tenho uma caloi formula 1 com as peças da extra litgh bike muito linda foram poucas unidades producidas nos anos 90

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s